domingo, 9 de abril de 2006

Lulo - Modernidade

Quando foi quando éramos intactos
Projectos imaturos
Fomos modernos
Nos couberam ternos, gravatas e moldura
Cultura e inferno.
Fossemos eternos quando era primeiro
Primeiro e certeiro amor
Era indolor querer tudo
Íamos na vida cada fome a cada fama.
Nos couberam ternos, gravatas e moldura
Cultura e inferno
Quando foi quando éramos intactos
Projectos imaturos
Fomos modernos.
Fossemos eternos quando era primeiro
Primeiro e certeiro amor
Era indolor querer tudo
Íamos na vida cada fome a cada fama.
E a grama era verde
O nosso vale e os nossos 1000 metros de medo
Intactos, projectos imaturos e modernos
Cultura e inferno
Fossemos eternos
Gravatas e moldura, ternos
Que nos couberam.
Fossemos eternos quando era primeiro
Primeiro e certeiro amor
Era indolor querer tudo
Íamos na vida cada fome a cada fama.
E a grama era verde
O nosso vale e os nossos 1000 metros de medo.
E a grama era verde
Nosso vale e os nossos medos.

Lulo - Amor De Reclame

pela vida afora
pela vida afora
amor de polaroid
amor de coca-cola

pela vida dela
pela vida dela
todo brilho que
te vende amor
na sua tela

toda foto dela
toda pedra nela
tudo sem sorriso
toda fúria: ela

pela vida afora
pela vida afora
pela vida

e tudo o que eu sou
e tudo o que já mudou
em todos os outdoors, frases
meias verdades
tudo o que engane
amar como em um reclame

todo resto dela
todo resto dela
todo precipício
mais alto que o dela
tudo é culpa dela
tudo é culpa dela
todo o sol que nasce
e morre pela vida dela

toda face dela
toda face dela
toda esquina que virasse
ao teu encontro, bela

pela vida afora
pela vida afora
pela vida

e na vitrine amor
eu olho pra trás e estou
sozinho
em outdoors, frases
meias verdades
tudo o que engana
amar como em um reclame

outdoors, frases
meias verdades
tudo o que engana
amar

Mc Perla - Tremendo Vacilão



Na madrugada
Abandonada
E não atende o celular
Tirando onda
Cheio de marra
Achando que eu vou te perdoar

Pra mim já chega
Eu to bolada
Agora quem não quer sou eu
Não te dou bola
Senta e chora
Porque você já me perdeu

[Refrão]

Deu mole pra caramba
Tremendo vacilão
Tá todo arrependido
Vai comer na minha mão

Pensou que era o cara
Mais não é bem assim
Agora baba bobo
Vai correr atrás de mim

[Refrão]


Na madrugada
Abandonada
E não atende o celular
Tirando onda
Cheio de marra
Achando que eu vou perdoar

Pra mim já chega
Eu to bolada
Agora quem não quer sou eu
Não te dou bola
Senta e chora
Porque você já me perdeu


Deu mole pra caramba
Tremendo vacilão
Tá todo arrependido
Vai comer na minha mão

Pensou que era o cara
Mais não é bem assim
Agora baba bobo
Ou...Ou....

Deu mole pra caramba
Tremendo vacilão
Tá todo arrependido
Vai comer na minha mão

Pensou que era o cara
Mais não é bem assim
Agora baba bobo
Vai correr atrás de mim
meu quartinho ... Posted by Picasa